VEGETARIANISMO

Animais na Alimentação : sofrimento desnecessário

Bezerro Porquinhos

Alerta - O abate clandestino impede o controle sanitário da carne comercializada. Segundo o Ministério Público da Bahia, o consumo de carne proveniente do abate clandestino traz inúmeros prejuízos à saúde. As condições de higiene não são respeitadas, os equipamentos utilizados são inadequados e os produtos são transportados sem nenhum cuidado. Isso sem falar no sofrimento causado aos animais e nos danos ao meio ambiente. Quem consome carne deve exigir sempre o carimbo da fiscalização para eliminar qualquer risco a sua saúde. Denuncie o abate clandestino. Procure a Vigilância Sanitária.

Algumas diferenças do frango convencional x frango orgânico - Os frangos caipiras criados no modo orgânico certificado não recebem antibióticos promotores de crescimento como os convencionais. Passam o dia no pasto (não confinados) e a densidade nos alojamentos é bem menor. Eles tem mais horas por dia de escuridão para dormir, vivem mais dias e comem ração orgânica (sem agrotóxicos). No final, todos seguem para o mesmo destino. Então, se você respeita o direito de viver dos animais, não os coma. Fuga das Galinhas

Milhões de pessoas no mundo com acesso a uma alimentação variada, deixaram de comer carne de boi, porco, frango e outros animais por motivos diversos : compaixão pelos animais (contra a crueldade), respeito à vida animal, pelo meio ambiente, por motivos espirituais, de saúde, por preferência alimentar, para ajudar a diminuir a fome mundial, etc.
Grande parte da produção mundial de grãos, principalmente soja e milho, além de outros alimentos, servem de ração de engorda para bilhões de animais destinados ao abate. Isto não é sustentável. A população mundial cresce rapidamente e as plantações (monoculturas) e pastos tomaram o lugar e pressionam as florestas (hábitat de muitas espécies), sem falar na má utilização dos recursos hídricos e na poluição do solo, da água e do ar (gases do efeito estufa) para a produção de carne. Uma dieta baseada em carne gasta muito mais terra agricultável que a vegetariana.

O rebanho de 5,6 milhões de suínos em Santa Catarina, produz 9,7 mil toneladas de dióxido de carbono (CO2) por dia, resultante do metano liberado pelas fezes dos animais, segundo o presidente da empresa de pesquisa agropecuária Epagri (2007).

Cada pessoa desenvolve um hábito alimentar mas é preciso um esforço coletivo para a redução e eliminação do consumo de carne pelo bem de todos e do planeta. Todos podem contribuir. Um exemplo de atitude para quem quer começar, é dispensar a carne sempre que houver outras opções variadas de alimentos. A oferta de nutrientes é grande nos restaurantes de sistema por quilo ou buffet, comuns nas grandes cidades. Há também pessoas que começam eliminando o consumo de carne vermelha (boi, porco - animal extremamente inteligente) e se sentem mais leves.

Existem muitos alimentos vegetais fontes de proteína, ricos em ferro e cálcio. Faça seu prato bem colorido. Uma alimentação saudável requer várias porções diárias de frutas, hortaliças (verduras, legumes), grãos (arroz, milho, trigo...) e proteínas (como feijões, castanhas, sementes...). Saiba mais sobre nutrição vegetariana.

Para saber sobre os impactos do consumo de carne para o meio ambiente e vegetarianismo, consulte o site www.svb.org.br .
Dieta Vegetariana - Segundo a Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB), o único nutriente que realmente necessita de atenção é a vitamina B12 em gestantes, mulheres amamentando e crianças. Os vegetarianos que não fazem uso regular de ovos, leite e laticínios também devem suplementar a vitamina B12 como medida preventiva. Os demais nutrientes podem ser supridos tranqüilamente com uma dieta bem planejada.
O posicionamento da American Dietetic Association (ADA) é de que, quando planejada adequadamente, a dieta vegetariana é saudável, nutricionalmente adequada e resulta em benefícios à saúde e na prevenção e tratamento de certas doenças.

Galinhas Poedeiras confinadas em gaiolas (ver como os ovos são produzidos no vídeo "Tecnologia nas Granjas" de 14/01/07 no site do Globo Rural).

Não é certo nem necessário causar sofrimento aos animais para alimentação, vestuário, diversão, teste de produtos, etc. A libertação animal é um processo que terá um grande avanço nas próximas décadas com a adoção  do estilo de vida vegano livre de exploração animal.

“A grandeza de uma nação e de seu progresso moral podem ser julgados pelo modo como seus animais são tratados”.
Mahatma Gandhi

São Francisco de Assis é o Santo Protetor dos Animais.

Para saber como os hambúrgueres são feitos, assista ao filme "Nação Fast Food" (drama).

Dieta Vegetariana : Perguntas Frequentes.

Conheça o site da WSPA - Sociedade Mundial de Proteção Animal.

PORTAL VEGETARIANO NATUREBA : www.natureba.com.br